Leite x Emagrecimento: o que mostram as pesquisas?

19 de novembro de 2018

O consumo de leite e seus derivados é recomendado pelos principais guias alimentares no Brasil e no mundo. Dessa forma, a ingestão desse alimento é preconizada por profissionais de saúde dentro de uma alimentação equilibrada.

O leite e seus produtos são importantes para alimentação saudável e manutenção do peso, principalmente, devido a sua alta densidade nutricional.

Densidade nutricional é um termo utilizado para identificar as boas escolhas de alimentos, como aqueles que são capazes de prover nutrientes essenciais: proteínas, vitaminas e minerais, mas sem oferecer uma alta quantidade de calorias.

O leite também é considerado a principal fonte de cálcio, fundamental para a saúde óssea do organismo. Além disso, o leite é uma excelente fonte de proteína da alimentação, contendo todos os aminoácidos essenciais ao desenvolvimento e crescimento dos músculos, por exemplo.

Além destes benefícios, estudos recentes têm demonstrado que consumir leite pode levar a outras vantagens à saúde, como o controle de peso. Uma pesquisa científica* que avaliou mais de 1000 meninas adolescentes, com idade entre 15 e 18 anos, mostrou que aquelas que consumiam leite eram mais magras, ou seja, tinham menores valores de IMC e % gordura corporal.

Existem alguns mecanismos propostos para esse controle do peso através da ingestão de leite, o mais interessante é que as proteínas presentes no leite podem controlar o consumo dos alimentos por meio da regulação do apetite, ou seja, consumir leite deixa as pessoas mais satisfeitas e assim elas acabam consumindo um menor volume de alimentos.

É importante salientar que atualmente existem diferentes tipos de leites disponíveis, entre eles, destacam-se: leite integral (com um mínimo de 3% de gordura), leite desnatado (entre 0,6% e 2,9% de gordura) e, o leite desnatado com, no máximo de 0,5% de gordura). Esses leites só se diferem em relação ao teor de gordura, a quantidade de proteínas e cálcio é a mesma! Mas durante o processo de emagrecimento, consumir leites semidesnatados e desnatados é mais eficiente, uma vez que as calorias são menores (por que a gordura foi diminuída ou retirada) e as proteínas intactas, ainda garantem mais saciedade.

Pensando assim, novas tecnologias tem aparecido para enriquecer e atender necessidades ainda mais específicas, é o caso dos leites sem lactose, destinados a pessoas com intolerância a lactose, os leites fortificados ou enriquecidos com vitaminas e o leite com quantidade de proteína aumentada, o hiperprotéico, ideal para quem pratica atividade física, quer ter mais saciedade ou para os mais velhos que precisam de mais proteínas para preservar a quantidade de massa muscular do corpo.

Para obter uma alimentação saudável caso tenha intenção de iniciar um processo de emagrecimento, procure sempre um profissional da saúde para indicar qual a melhor opção de leite a ser consumida e ajustar as quantidades necessárias de acordo com seu perfil, garantindo assim, todos os nutrientes necessários de forma saudável e equilibrada.

 

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

*Abreu, S.; Santos, R.; Moreira, C.; Santos, P. C.; Vale, S.; Soares-Miranda, L.; Mota, J.; Moreira, P. Milk intake is inversely related to body mass index and body fat in girls. European Journal of Pediatrics, May 2012.

Compartilhar

Italac é a marca de lácteos mais escolhida pelos consumidores brasileiros.

O que é Leite UHT? Mais conhecido como leite de caixinha.